Reflexões sobre alimentação

real-foodVivemos em uma sociedade cheia de valores opostos.

Na alimentação, nosso governo ditatorial não permite:

– Que tomemos água pura, apenas com flúor;
– Que usemos sal puro, apenas o refinado acrescido de aditivos (iodo);
– Que compremos farinha de trigo pura, apenas acrescida de aditivos (ácido fólico e ferro);
– Que tomemos leite cru – e consequentemente produtos a base de leite cru, como o famoso queijo que é proibido de ser vendido fora do estado de Minas Gerais.

No entanto a indústria alimentícia não deixa de ganhar regalias, para produzir comida-lixo e maximizar seus lucros:

– Um produto para ser vendido como chocolate antes deveria ter 35% de cacau. Hoje esse valor caiu para 25%;
– Um pão para ser denominado como integral, antes deveria conter 50% de farinha integral. Hoje esse valor caiu para 30%;
– Comidas que são mais do que comprovados os seus malefícios são vendidas e largamente propagadas;
– Está mais do que provado que diversos aditivos são potencialmente perigosos à saúde, mas seu uso industrial não para de crescer;
– Tente comprar produtos à base de milho que não seja transgênico: farinha de milho, fubá, amido de milho, fermento químico.

This entry was posted in Outros.

Estudo liga uso de anticoncepcionais e baixo desejo sexual

As mulheres que utilizam anticoncepcionais hormonais, como as pílulas e os adesivos de pele, costumam ter menor atividade sexual que outras, indica um novo estudo realizado por universidades da Alemanha. A disfunção sexual feminina (FSD, na sigla em inglês), que inclui baixas libido e satisfação sexual, é uma condição que é ligada ao estresse, vulnerabilidade biológica e fatores de relação. Contudo, a pesquisa indica que os anticoncepcionais também podem estar ligados a esse problema. As informações são do Live Science.

Segundo a reportagem, os pesquisadores analisaram 1.046 mulheres, todas estudantes na área médica, que usaram apenas um tipo de medida anticoncepcional e estavam sexualmente ativas nas quatro semanas anteriores ao estudo. Das entrevistadas, 32,4% eram consideradas com risco de desenvolver FSD e 20,4% de desenvolver qualquer outra disfunção sexual.

As mulheres que utilizaram medidas anticoncepcionais não-hormonais foram as que tiveram melhor pontuação no teste. Além disso, as fumantes tiveram escores mais elevados do que as não-fumantes.

De acordo com o pesquisador Alfred Mueck, da Universidade de Tuebingen, os resultados são preliminares e, portanto, mostram apenas associação, e não causalidade. Contudo, ele diz que a ligação entre os anticoncepcionais hormonais e as disfunções sexuais abre uma nova porta para medidas contra um persistente problema de saúde feminino.

“FSD é uma desordem muito comum. (…) Duas a cada cinco mulheres tem pelo menos uma disfunção sexual, sendo a mais comum o baixo desejo”, diz a pesquisadora Lisa Maria Wallwiener, da Universidade de Heidelberg.

Fonte: Terra

Pão de Forma Integral

Para quem já veio na minha casa e comeu o pão integral sempre presente por aqui, segue abaixo a receita. Eu não lembro de onde tirei esta receita. Tinha apenas uma folha escrita à mão no meu caderno de receitas.

Mas procurando na internet encontrei a mesma neste pdf.

Pão integralPão de Forma Integral

Ingredientes:

  • 2 tabletes de fermento biológico fresco (30g) (ou 2 colheres (sopa) de fermento biológico seco)
  • 20g de açúcar – 1 colher (sopa)
  • 200ml de leite – 1 xícara (chá)
  • 300ml de água – 1 ½ xícara (chá)
  • 15g de sal – 1 colher rasa
  • 2 colheres (sopa) de gergelim
  • 2 colheres (sopa) de aveia
  • 3 colheres (sopa) de linhaça
  • 2 colheres (sopa) de semente de girassol
  • 1 ½ xícara (chá) de farelo de trigo
  • 100g de margarina – 4 colheres (sopa) cheias
  • 400g de farinha integral – 4 xícaras (chá) rasa
  • 400g de farinha branca especial – 4 xícaras (chá) rasa

Modo de Preparo:

Dissolva um pouco de água com o fermento, o açúcar e um pouco de farinha branca. Acrescente o restante dos líquidos, o sal, os grãos, a margarina e depois as farinhas, misturadas.

Trabalhe a massa na batedeira por alguns minutos, retire e termine de sovar com as mãos.

Coloque nas formas, deixe fermentar e leve ao forno pré-aquecido por 35 minutos a 190C.

Eu faço minha receita na máquina de pão, colocando os ingredientes líquidos primeiro, os secos depois, e coloco no ciclo de massa. Quando termina, coloco numa forma de bolo inglês untada com óleo apenas e levo ao forno por 30 min, a 205º (é esta a marcação do meu forno).

Rendimento: 2 pães de forma

Grau de dificuldade: fácil

Tempo de preparo: 50 minutos (+ descanso e forno)